fbpx
PUBLICIDADE

Felipe Moura Brasil grava vídeo para PragerU sobre a situação brasileira

"How Socialism Ruined My Country", título do vídeo para a produtora audiovisual americana, aborda os governos da era petista e denuncia suas consequências
(Foto: Reprodução / PragerU)
(Foto: Reprodução / PragerU)

O jornalista e colunista de VEJA Felipe Moura Brasil, conhecido por organizar a obra O Mínimo que você precisa saber para não ser um idiota, de Olavo de Carvalho, divulgou em seu blog um vídeo que gravou em Los Angeles para a produtora audiovisual americana PragerU.

A PragerU, como ele próprio explica, se notabilizou por disseminar conteúdo online em edições de apenas 5 minutos, e divulgou o vídeo na quinta-feira, 30 de março.

Em seu blog, Felipe publicou a versão em inglês e a versão em português, acompanhadas da chamada introdutória, que replicamos na versão traduzida: “Bernie Sanders tem razão? As pessoas que vivem sob o socialismo estão em situação melhor? O Brasil é um bom estudo de caso. Felipe Moura Brasil, jornalista e colunista da revista Veja, explica como seu país se saiu com políticas socialistas.”





Felipe Moura usa seus minutos em cena, sob o título How Socialism Ruined my Country (em português, Como o socialismo arruinou meu país) para descrever como, a partir da redução da inflação, o ex-presidente Lula, “socialista” que “posou como um tipo moderno e legal de socialista”, chegou ao poder e iniciou um processo que culminaria nos atuais grandes escândalo de corrupção e na crise econômica em decorrência de gastos descontrolados do governo. Encerrou, porém, com uma mensagem de esperança, afirmando que mais e mais brasileiros entendem as vantagens do capitalismo e do governo limitado.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama