Juízes e procuradores podem ignorar reforma trabalhista, denuncia jornal

De acordo com o ‘Valor Econômico’, um grupo de juízes, auditores fiscais e procuradores ligados à Justiça do Trabalho podem ignorar as mudanças da CLT que estão na contramão da jurisprudência

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/Facbeook

O jornal Valor Econômico denunciou no último dia 19 que um grupo de juízes, auditores fiscais e procuradores ligados à Justiça do Trabalho podem descumprir as mudanças implementadas pela recente reforma trabalhista.

Segundo a reportagem, as novas regras contrariam a jurisprudência dessa instância judiciária, que estaria descontente com as mudanças. Dentre os principais avanços da reforma trabalhista, estão a possibilidade da contratação por trabalho intermitente, autorização de jornada de 12 horas de trabalho e a ampla possibilidade de terceirização.


PUBLICIDADE


Confira a reportagem na íntegra clicando aqui.



Confira também:




Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também