NOVO divulga participantes do processo seletivo para ser candidato em 2018

Dentre os nomes que foram divulgados, está o do empreendedor Geraldo Rufino, da JR Diesel, que tem como uma de suas pautas o fim da estabilidade do concurso público

- Publicado no dia
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Partido Novo divulgou no último sábado (22) todos os participantes da terceira etapa de seu processo seletivo para interessados em lançar candidaturas pela legenda a deputado federal ou distrital (DF) em 2018. Além dos nomes e fotos, foram divulgadas também as motivações na política, as pautas que defenderia caso eleito e uma curta biografia de cada interessado.

Embora haja a possibilidade de haver desistências ou mais eliminações, posto que não é ainda o resultado final da seleção, chama atenção a pequena quantidade de selecionados – até mesmo pelo fato de a legenda possuir uma política de não fazer coligações. Em São Paulo, por exemplo, chegaram à terceira fase apenas 28 filiados (pela legislação, a legenda poderia lançar até 140 candidatos), enquanto que no Rio apenas 17 (poderia ter 90).

A capacidade de preencher bem uma nominata é um dos pontos mais importantes para ajudar a atingir o quociente eleitoral, total de votos necessários para conquistar cada cadeira no parlamento, e teria sido um dos pontos estratégicos defendidos pelo partido anteriormente.

Ao todo, o partido realizou processo seletivo para filiados do Alagoas, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina.

Foto: Reprodução MeuSucesso.com
Foto: Reprodução MeuSucesso.com

Geraldo Rufino quer se candidato

Dentre os selecionados de São Paulo, destaca-se o empreendedor Geraldo Rufino, da desmontadora JR Diesel. Conhecido por palestras, entrevistas e por um livro autobiográfico, ele já foi catador de latas e hoje fatura milhões de reais em sua empresa de desmanche legal. Em junho, Rufino foi o primeiro entrevistado do talkshow “Teste do Sofá”, apresentado por Arthur do Val, do canal “Mamãe Falei”, e Kim Kataguiri, do MBL.

“Quero ser candidato a um cargo que me possibilite estender oportunidades para mais pessoas”, escreveu Rufino. Das três pautas que pretende defender em uma eventual candidatura e mandato, estão a “simplificação para motivar o empreendedorismo”, a “simplificação do serviço tributário” e o fim da estabilidade do concurso público.

+ Amoêdo renuncia presidência do NOVO de olho em possível candidatura em 2018

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail


Leia também