Ideia legislativa no site do Senado propõe proibição da cobrança de impostos                 Instituto Liberal lança concurso para celebrar marca de 100 mil seguidores                 Instituto Liberal de São Paulo publica furo sobre fraude de tweet na Globo                 MBL é criticado pela Folha por "ocupar cargos comissionados" e reage em vídeo                 Protagonista de novela das seis da Rede Globo faz crítica à Revolução Francesa                 Luiz Phillipe Bragança divulga projeto "Renova 2018" e deixa no ar possibilidade de candidatura                 Partido Novo anuncia estreia de série de podcasts com participação especial de João Amoedo e Carlos Andreazza                 Evento em Campina Grande aborda a fundação do Brasil                 Kim Kataguiri reage a críticas e ataca a Open Society de George Soros                 Rodrigo Constantino está escrevendo livro contra o anarcocapitalismo                 MBL divulga vídeo especial com Mezzomo sobre candidaturas independentes                 PSL/Livres responde 'acusações' de que estava dando guinada à direita                 Reality show lançará candidata a deputada estadual pelo PSL/Livres                 Brasileiro produz curta baseado em conto da romancista e filósofa Ayn Rand: assista                 Jornalista famoso tenta deslegitimar presença de Kim em evento no Rio                 Rachewsky relata conversa com Olavo e sugere semelhanças com Ayn Rand                 Juíza dá sentença histórica em favor de Gentili em vídeo polêmico                 PSL/Livres do Rio Grande do Sul fará evento apresentando a doutrina liberal                 Livro se propõe a 'desconstruir' educador Paulo Freire, influente no Brasil                 Com mais de 35 posts por dia, MBL é campeão de influência no Facebook                 Karla Falcão defende seriedade do projeto do PSL/Livres e critica Luciano Bivar                 Sindicalistas agridem militantes do PSL/Livres em Porto Alegre                 NOVO mobiliza centenas de pessoas em todo o país contra o fundo partidário                 Olavo de Carvalho publica "apelo urgente" à direita brasileira                 PSL/Livres amazonense realizará evento de apresentação em bar                 Grupos jurídicos liberais se reúnem para planejar pautas em conjunto                 Clube Ajuricaba realiza novo evento acadêmico e elege nova presidente                 "Passei duas semanas de Coreia do Norte", diz Alexandre Borges em entrevista ao TV Antagonista                 Leandro Lyra, do NOVO, faz balanço do primeiro semestre de mandato em vídeo                 Rodrigo Maia recebe assinaturas de projeto sobre segurança pública do MBL



Movimentos monarquistas se manifestam na rede após a nova crise

Publicação da página “Pró-Monarquia” compara idoneidade moral da Família Imperial com o dos líderes políticos da república; Movimento Brasil Real conclama brasileiros a se manifestarem

- Publicado no dia

Grupos, páginas, movimentos e entusiastas pela restauração do regime monárquico no Brasil veem na mais recente crise da república uma oportunidade histórica de transformação. Desde a divulgação da existência de um áudio comprometendo o presidente Michel Temer, diversas publicações foram feitas nas redes sociais, boa parte delas gerando milhares de compartilhamentos.

A página oficial da Casa Imperial, organização dirigida pelos descendentes de D. Pedro II que reivindicam o direito ao trono, publicou ontem (18) uma imagem com referência aos membros da Família Imperial: “Nunca foram citados, nunca foram denunciados, nunca fizeram caixa dois, não têm conta na Suíça, não têm sítio ou triplex secretos, não culpam os mortos. Família Imperial do Brasil – Nesse antro de corrupção, a única com moral para dar novo rumo ao país”. Quase dois mil usuários compartilharam a publicação.

Foto: Divulgação
Foto: Reprodução / Facebook

A página Causa Imperial no Facebook, por sua vez, também aproveitou a crise de Temer para ironizar a qualidade da república. Uma das publicações mais bem sucedidas e também publicada ontem (18) foi um “meme” com a fotografia de D. Pedro II, seguido da irônica legenda: “E a república? Vai bem?”.

Foto: Reprodução / Facebook
Foto: Reprodução / Facebook

O Movimento Brasil Real, liderado por Pedro Alberto de Orleans e Bragança e presente nas recentes manifestações a favor da Operação Lava Jato, também se manifestou. Em vídeo, Pedro Alberto, em tom inconformado, disse estar “revoltado e cansado” e que chegou a hora de o movimento “tomar as rédeas do país”. Ele conclamou o povo a ir às ruas para lutar para ter “alguém que defenda o povo brasileiro e, em um momento de crise como esse, possa tomar a conta da nação”.

“Está cada vez mais evidente que a república brasileira, do jeito que ela anda, não funciona. Não tem mais o que fazer. Ela precisa de uma mudança total e completa. […] Está na hora do Movimento Brasil Real, juntamente com outros movimentos monárquicos, partir pra cima e se apresentar como uma solução. Porque nós somos uma solução para esse país”, completou.

Comentários

Receba nossas notícias por e-mail


Leia também