Kanye West: Presidente dos EUA? - Coluna da Mafê - Boletim da Liberdade
PUBLICIDADE

Kanye West: Presidente dos EUA?

08.07.2020 07:21

Kanye West Presidente dos EUA?

Com apoio do bilionário Elon Musk e de sua esposa, Kim Kardashian, o famoso rapper Kanye West declarou no sábado 04 de Julho – dia em que se comemorou 244 anos da independência dos EUA – que será candidato a presidente dos EUA em 2020.

É a terceira vez que o cantor demonstra seu interesse em comandar a maior nação do mundo. A primeira foi em 2015, durante a premiação do VMA da MTV, em um discurso de agradecimento quando recebeu o prêmio honorário “Michael Jackson de Vídeo de Vanguarda” (prêmio entregue ao autor cuja obra mais impactou a mídia visual). A segunda vez foi em janeiro de 2019, quando West adiou os planos de 2020 para 2024, provavelmente por sempre ter declarado publicamente seu apoio ferrenho ao atual presidente americano e candidato à reeleição Donald Trump.


PUBLICIDADE


Numa entrevista concedida em maio de 2018 com “Charlamagne tha God” Kanye disse que sua plataforma seria uma mistura da “campanha de Trump e talvez os princípios de Bernie Sanders.” Um fuzuê bem doido, convenhamos, dado que estamos falando de dois extremos que definitivamente não se bicam.

Apesar de todo seu apoio a Trump, recentemente ele divergiu do presidente no que diz respeito ao movimento Black Lives Matter, protestando contra a brutalidade policial e a injustiça racial. Inclusive, em junho deste ano, West doou US$ 2 milhões para apoiar as famílias de George Floyd, Ahmaud Arbery e Breonna Taylor, três negros mortos em incidentes com policiais.

Vamos lembrar que o marido de Kim Kardashian já tem um histórico de promover a si mesmo e seus projetos com declarações políticas polêmicas.

West twittou seus planos dias depois de lançar uma nova música e anunciar um novo álbum intitulado “God’s Country”. Vamos lembrar que o marido de Kim Kardashian já tem um histórico de promover a si mesmo e seus projetos com declarações políticas polêmicas.

Ao que tudo indica, até o momento, parece que Kanye West não tem nenhuma intenção de concorrer à presidência de fato, considerando que a eleição será daqui a quatro meses e ele ainda precisa se registrar na Federal Election Commission (Comissão Federal de Eleições), apresentar uma plataforma de campanha, coletar assinaturas suficientes para participar das eleições de novembro e muito mais. Aliás, ele já perdeu o prazo para apresentar-se como candidato independente nos seguintes estados: Indiana, Maine, New Mexico, New York, North Carolina e Texas.

Definitivamente 2020 está sendo um ano bem peculiar, mas depois que o empresário e astro de reality show Donald Trump conquistou a Casa Branca em 2016, talvez a ideia de Kim Kardashian como primeira-dama dos Estados Unidos da América possa ser viável em tempos de influencers digitais.

A questão é que o único “Kanye” no banco de dados do FEC para a eleição presidencial deste ano é um candidato do Partido Verde que levantou US$ 0. Ou seja, esse anúncio de Kanye West como candidato à presidência está mais para um marketing pessoal, no melhor estilo Anitta, que um comprometimento com a corrida de fato. Mas que ele conseguiu “sacolejar” apoiadores de Trump e Biden, isso ele conseguiu.

Fotos: Reprodução/Kanye West


PUBLICIDADE