VOLTE PARA O BOLETIM DA LIBERDADE


Texto enviado por Juliana Oliveira, assinante do Boletim:

"Deixa o homem trabalhar: reeleger Temer é a melhor opção para os liberais"

- Publicado no dia
Presidente Michel Temer

Das alternativas realmente viáveis para as eleições presidenciais de 2018, a reeleição do presidente Michel Temer é a melhor. Pouco carismático, porém eficiente, o presidente empreendeu ao longo de seu curto mandato-tampão medidas indiscutivelmente liberais. Muito mais poderiam surgir se os brasileiros lhe conferissem uma oportunidade para continuar trabalhando.

Aqueles que não se iludem com o jogo político e já perceberam que a próxima legislatura não será, nem de longe, liberal, precisam compreender que a única chance de a pauta pró-liberdade avançar no país é por meio do pragmatismo. A capacidade de costurar articulações políticas locais e regionais, recheadas de fisiologismo e práticas duvidosas, lamentavelmente continuará sendo fundamental para levar adiante pautas pouco populares, embora necessárias e saudáveis ao país.

Em outras palavras, é no e com o MDB de Temer, Jucá e Moreira que os liberais com os pés no chão devem apostar em 2018. Provavelmente não são os mais honestos, tampouco representam a nova política, mas são certamente aqueles que seriam capazes de acelerar plataformas como uma nova edição da reforma da previdência, ainda mais radical, além de uma modificação mais liberal da legislação trabalhista e a instauração de uma federação forte nos próximos anos.

Isso tudo sem falar da segurança pública. Nos últimos dias, nosso presidente indicou para todo país que não será covarde e enfrentará de peito aberto esse relevante tema – algo que os últimos chefes de estado, aliás, tergiversaram. Ao contrário do que acusam seus opositores, Temer não é populista: acompanhado da midiática intervenção no Rio de Janeiro, virão mudanças na legislação penal como o aumento das penas e uma mudança no estatuto do desarmamento. E por que só ele conseguiria levar isso adiante?

A resposta é simples: indiscutível habilidade política. Temer provavelmente é o maior gênio político dessas terras desde Getúlio. Sempre foi o verdadeiro Underwood brasileiro – capaz, inclusive, de fazer os brasileiros acreditarem o gênio era o ex-deputado Eduardo Cunha. Como presidente da Câmara dos Deputados por diversas legislaturas, compreende como poucos os meandros do Legislativo. Com décadas de Casa, tem experiência para conduzir e fazer aprovados projetos liberais que construirão as bases para um futuro mais próspero e livre.

Ninguém sabe ainda se o presidente Michel Temer será ou não candidato à reeleição. Mas nós, brasileiros, liberais e pragmáticos, sabemos: reelegê-lo é o melhor caminho para a liberdade. Deixa o homem trabalhar.

Escrito pela assinante Juliana Oliveira. Não necessariamente reproduz a visão dos editores do Boletim da Liberdade.


ATENÇÃO: O artigo acima é de autoria autodeclarada de Juliana Oliveira , assinante do Boletim da Liberdade no período de sua publicação. Ao enviar o artigo para este blog, o autor aceitou o regulamento onde assume a responsabilidade pelas suas considerações de forma individualizada. A opinião acima exposta, portanto, não necessariamente reflete o posicionamento editorial do Boletim da Liberdade. Caso você ou a sua organização tenham sido citados direta ou indiretamente, é possível requerer um direito de resposta ao texto pelo e-mail boletimdaliberdade@gmail.com. A solicitação será apurada pelo Boletim da Liberdade.


Notícias do Boletim por e-mail



Seja um assinante você também

Ajuda a manter as atividades do Boletim da Liberdade¹
Recebe um resumo do nosso conteúdo por Whatsapp
Direito a voto no Prêmio Anual Boletim da Liberdade²
Direito de publicar 1 artigo mensal no Blog do Assinante²

Planos a partir de R$ 9,30/mês com Pagamento Trimestral via PagSeguro


¹O direito ao voto é garantido desde que a assinatura esteja em vigor na época da realização da premiação. ²O artigo deverá cumprir os requisitos e princípios no regulamento do programa de assinaturas.