fbpx
PUBLICIDADE

Deputada do NOVO se defende sobre custeio de carro blindado

Parlamentar foi criticada por colega de partido por uso de dinheiro público da cota parlamentar para pagar automóvel blindado
Foto: Reprodução/Instagram
PUBLICIDADE

Criticada publicamente por uma ex-candidata a vereadora do próprio partido por usar o dinheiro da cota parlamentar para alugar carro blindado (um Volkswagen Nivus), a deputada estadual Adriana Balthazar (NOVO/RJ) defendeu a utilização do recurso em nota enviada ao Boletim da Liberdade. [1]

PUBLICIDADE

Na avaliação dela, o custo mensal de R$ 7.000, desembolsado pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, se justifica pelas agendas cumpridas, inclusive à noite; pelo nível de exposição que possui e por casos recentes de atentados cometidos contra outros parlamentares.

“O contexto de atentados recentes a autoridades estaduais, com quem convivo na Casa Legislativa, é um fato irrefutável. Basta uma rápida pesquisa para verificar que só estão vivos porque contavam com a proteção da blindagem. Só nos últimos anos, foram ao menos 7 deputados estaduais que tiveram seus carros alvejados no RJ. Infelizmente a violência faz parte da nossa sociedade e não posso lutar sem preservar minha vida”, diz a nota.

PUBLICIDADE

Sobre o uso da cota parlamentar, a deputada estadual disse que “cumpre a promessa de usar 50% da verba anual de gabinete” e que as portas de seu gabinete “estão sempre abertas para tirar dúvidas de qualquer pessoa e a qualquer tempo”.

“Não deixei de vir pessoalmente desde 4 de janeiro, mesmo em fase de recesso. Carro é instrumento de trabalho, e como todos nossos equipamentos necessários no dia a dia, foi feito um levantamento de preços e o escolhido está dentro do valor de mercado. Como deputada estadual, não represento apenas a cidade do Rio de Janeiro, preciso ir a vários municípios, e, mais uma vez, o carro é indispensável”, justificou-se.

Na acusação feita nas redes sociais, a ex-candidata a vereadora sustentou que o uso do recurso para o aluguel do carro blindado era “totalmente diferente dos ideais do NOVO” e que repudiava a prática.

Histórico

Expulso nesta quarta-feira (18) pelo NOVO, o colega de Adriana, Alexandre Freitas (sem partido), também fazia uso do expediente da cota parlamentar para alugar carro blindado. O parlamentar, no entanto, justificou-se na ocasião por sofrer ameaças e mencionou ter contado com o apoio do diretório estadual para o uso do recurso.

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama