fbpx
PUBLICIDADE

Nova CPMF não é prioridade da reforma tributária, diz Arthur Lira

Em evento a um banco de investimentos, presidente da Câmara dos Deputados pontuou que reforma deve buscar mesmo reformar impostos federais para facilitar aprovação no Congresso
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A instituição de um imposto sobre movimentações financeiras não será a prioridade da reforma tributária. A informação foi dada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP/AL), nesta terça-feira (25) em um evento a um banco de investimentos.

Na avaliação dele, esse não é o melhor momento para debater o tema e a proposta precisa “ser amadurecida”, chegando por último na discussão da reforma.

“Vamos ver lá na frente como última alternativa o imposto digital. Mas não é prioridade do momento”, disse.





Sobre a evolução da reforma, Lira voltou a insistir que se preocupa “como as propostas saem” da Câmara e disse que, apesar de a reforma não poder abrir mão da arrecadação, “não podemos aumentar a carga tributária”.

O parlamentar também reforçou que a nova reforma deve priorizar a mudança nos impostos federais “para, depois, ampliar o debate para os demais entes federativos”.

“[O presidente Bolsonaro] lembra da reforma da previdência, que retirou os estados e os municípios da proposta original para facilitar sua aprovação no Congresso Nacional. Vamos por etapas e vamos começar sem muitas desgastes. E tudo isso vai ser discutido com os entes para chegar a um texto possível a todos”, disse. [1]

(Feito com informações da Agência Câmara de Notícias)





Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama