fbpx
PUBLICIDADE

Banco Central apresenta primeiras ideias para emitir moeda de forma digital

Real digital funcionaria, inicialmente, como um criptoativo, mas não dispensaria intermediários como sistemas de pagamento; dentre os benefícios, estaria a prevenção à lavagem de dinheiro
Foto: Raphael Ribeiro/BCB

O Banco Central divulgou nesta segunda-feira (24) algumas das diretrizes que, uma vez confirmadas, poderão permitir que o real seja emitido de forma digital.

A ideia é que, inicialmente, a tecnologia funcione mais no contexto de um criptoativo do que de uma moeda comum, ou seja, como um meio de troca.

Dentre outros benefícios, de acordo com o BC, haveria a possibilidade de a evolução facilitar novas tecnologias e modelos de negócio, além de melhorar as perspectivas de se prevenir a lavagem de dinheiro e o terrorismo.





Apesar da inovação, a instituição sustentou que o real digital siga prevendo intermediários, ao contrário da liberdade trazida pelas criptomoedas, como o bitcoin.

“O BC emitirá o real em formato digital, que será passado para o usuário final através dos participantes do sistema de pagamentos, como ocorre hoje com o real em sua forma física”, destacou o comunicado.

Ao fim, o banco pontuou que, para que o debate evolua, o arcabouço legal deve ser devidamente ajustado, conferindo à instituição “as competências necessárias para operar essa nova forma do real”. [1]

Nas entrelinhas das diretrizes, está a discussão internacional sobre Central Bank Digital Currency e sobre a conveniência de, no longo prazo, ainda haver a emissão de moeda nacional em papel moeda.





Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama