fbpx
PUBLICIDADE

MBL faz campanha para pressionar deputados contra PEC

No fim da tarde desta sexta-feira (26), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP/AL) anunciou que a votação do mérito da PEC será novamente adiada e terá comissão especial instalada após pressão
Foto: Reprodução
PUBLICIDADE

O Movimento Brasil Livre comprou a briga para pressionar deputados a votarem contra a PEC que prevê a ampliação da imunidade parlamentar. Em diversas publicações nas redes sociais, o grupo está pressionando os políticos que já indicaram que devem votar favoráveis à pauta.

PUBLICIDADE

Em uma das artes, publicadas no fim da tarde desta sexta-feira (26), o MBL perguntou se o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) “ainda apoia a PEC da impunidade”, modo jocoso pelo qual diversos parlamentares críticos ao projeto se referem à iniciativa.

“Já votou junto com Aécio e Flordelis na admissibilidade da PEC… vai trair o povo de novo?”, provocou o movimento, em referência à primeira votação que analisou os aspectos jurídicos e a legalidade da proposta. Eduardo é desafeto declarado do MBL e já ameaçou processar o deputado Kim Kataguiri (DEM/SP).

PUBLICIDADE

Leia também:  Lira menciona possibilidade de privatização da Petrobras

A pressão junto à sociedade, no entanto, tem feito efeito. No fim da tarde desta sexta-feira (26), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP/AL) anunciou que a votação do mérito da PEC será novamente adiada. Em vez de votada diretamente em plenário, a Proposta de Emenda Constitucional será apreciada em comissão especial a ser instalada na próxima semana.

Antes, a PEC estava prevista para ser votada no mérito já no Plenário ainda nesta semana, o que reforçaria a percepção de que a PEC foi apressada às pressas.

+ Deputados liberais alertam sobre projeto que poderia favorecer impunidade

+ PEC que amplia imunidade parlamentar vence primeira batalha na Câmara

PUBLICIDADE

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?