fbpx
PUBLICIDADE

Kim Kataguiri define como ‘único objetivo’ agora a derrubada de Bolsonaro

Parlamentar ligado ao MBL afirmou que Bolsonaro, no caso de Manaus, é responsável por "homicídio em massa cometido pela negligência criminosa" e destacou que governo "tem intenção criminosa"
Foto: Reprodução/YouTube
Foto: Reprodução/YouTube
PUBLICIDADE

O deputado federal Kim Kataguiri (DEM/SP), uma das principais lideranças do MBL, afirmou em vídeo publicado na tarde desta sexta-feira (15) que a prioridade de seu mandato, agora, será o impeachment do presidente do Jair Bolsonaro. [1]

PUBLICIDADE

“Não tem mais como esperar, como dar jeitinho, como empurrar com a barriga, como esperar para 2022. O impeachment do presidente Jair Bolsonaro é urgente. O episódio em Manaus é só mais um capítulo do homicídio em massa cometido pela negligência criminosa do presidente da República que já foi denunciado com um pedido de impeachment que nós protocolamos em março ainda desse ano”, disse.

Kataguiri observou que, ao longo do seu mandato, se dedicou bastante para a aprovação da reforma da Previdência, que era uma de suas principais pautas de campanha. Agora, o desafio será a derrubada do presidente.

PUBLICIDADE

“Agora, eu faço um novo compromisso com vocês. Nesse segundo biênio de mandato, o meu trabalho, o meu foco, vai ser todos os dias, acordando cedo, depois de sair da faculdade, até tarde da noite, derrubar o presidente Jair Bolsonaro. Fazer com que o pedido de impeachment contra ele seja pautado, seja votado, conseguir angariar maioria. Não dá mais para esperar”, disse.

O parlamentar também pontuou que, para objetivos maiores, precisar ou contar de votos da esquerda faz parte do jogo. “Para derrubar a Dilma, precisamos dos votos do PDT, do PPS, e do PSB. Aí não tinha problema, não é?”.

“Para derrubar um governo criminoso, eu aceito votos de todos os deputados. E vou lutar para ter o voto de cada um deles, como militante e como deputado, assim como eu fiz na época do impeachment. Hoje, a gente não pode chamar manifestação por causa da pandemia – mas a vacina já vem. E, enquanto ela não vem, a gente vai promovendo atos incessantemente até o presidente cair. Dilma demorou 2 anos. Bolsonaro vai ser mais rápido. Pode demorar, não vai ser amanhã, mas cai. Não tem como sustentar um governo que não tem um mínimo de pudor de expor sua intenção criminosa”, disse.

Compartilhe essa notícia:




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama