fbpx
PUBLICIDADE

Em nova promessa, Paulo Guedes fala de quatro privatizações até 2021

Para o ministro, a venda de estatais poderia ser uma das soluções para a redução da dívida, mas o governo precisaria "recompor o eixo político" no Congresso para fazer, de fato, o prometido em campanha avançar
Paulo Guedes (Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

Paulo Guedes (Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

O ministro Paulo Guedes voltou a mencionar projetos de privatização de empresas públicas nos últimos dias. De acordo com o divulgado pelo jornal Correio Braziliense, o principal auxiliar econômico de Jair Bolsonaro defendeu “pelo menos um gol neste ano para ganhar [o jogo]”, referindo a meta de pelo menos aprovar a venda de uma estatal em 2020. [1]

O jornal pontuou ainda que, em um evento recente, o ministro afirmou que acredita que é possível entregar o projeto de privatização dos Correios ainda em 2020, bem como, possivelmente, da EletrobrasPorto de Santos e da PPAS (Pré-Sal Petróleo), que cuida do sistema de partilha do petróleo no pré-sal.

“Esse é o ponto de partida. Estamos propondo isso para o Congresso nos próximos 30 a 60 dias”, revelou o ministro.





Guedes também agitou o noticiário financeiro ao mencionar, recentemente, um hipotético o “risco de hiperinflação” caso o país não controlasse a sua dívida pública.

Para o ministro, as privatizações poderiam ser uma das soluções para a redução da dívida, mas ele avalia que o governo precisaria “recompor o eixo político” no Congresso para fazer, de fato, o prometido em campanha avançar.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama