fbpx
PUBLICIDADE

Renato Feder afirma que recusou convite para Ministério da Educação

Atualmente secretário da Educação e do Esporte do Paraná, o empresário e economista foi cotado para ocupar a pasta e atacado pela militância governista
Renato Feder (Foto: Reprodução/Facebook)
Renato Feder (Foto: Reprodução/Facebook)

Economista, empreendedor e secretário da Educação e do Esporte no Paraná, Renato Feder chegou a ser cotado nos últimos dias para ocupar o Ministério da Educação. Sob forte ataque de parte da militância virtual, ele anunciou neste domingo (5) que foi convidado pelo presidente Jair Bolsonaro, mas recusou o convite.

“Recebi na noite da última quinta-feira uma ligação do presidente Jair Bolsonaro me convidando para ser ministro da Educação. Fiquei muito honrado com o convite, que coroa o bom trabalho feito por 90 mil profissionais da Educação do Paraná. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro, por quem tenho grande apreço, mas declino do convite recebido. Sigo com o projeto no Paraná, desejo sorte ao presidente e uma boa gestão no Ministério da Educação.” [1]

“Não sou vinculado a qualquer instituição educacional privada e a nenhuma ONG. É falso que tenha havido divulgação de livros com ideologia de gênero no Paraná. Não existe nenhum material com esse conteúdo aprovado ou distribuído pela Secretaria”, garantiu Feder. Em 2007, Feder escreveu um livro defendendo a extinção do MEC e a privatização da rede de ensino no Brasil. Ao Estadão, ele disse que não defende mais essas ideias. [3]




O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama