fbpx
PUBLICIDADE


Carlos Bolsonaro critica quem ‘cogita prudência e sofisticação’

Em nova enigmática declaração nas redes sociais, filho do presidente Bolsonaro defendeu ainda que “positivistas são lixo que necessitam ser expurgados” e criticou quem defende isenção

- Publicado no dia
Jair Bolsonaro e Carlos Bolsonaro: pai e filho são muito ligados e é Carlos quem gere as redes do presidente eleito (Foto: Divulgação)

Filho do presidente Jair Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC/RJ) voltou a atacar na manhã desta segunda-feira (9) nas redes sociais. Em curta e enigmática mensagem publicada no Twitter, Carlos criticou “quem cogita prudência e sofisticação prezando pelo isentismo (sic)”.

Na avaliação do parlamentar, foi o “isentismo que trouxe o Brasil ao fundo do poço” e, quem segue nessa linha, “não quer mudanças e desrespeita e humilha quem elegeu o presidente”. Ao fim, Carlos afirmou que os positivistas “são lixo que necessitam ser expurgados”.


PUBLICIDADE



Foto: Reprodução/Twitter

Contexto

O positivismo, como se sabe, é uma corrente filosófica francesa que surgiu no século 19 e que influenciou fortemente a formação da República brasileira.

Embora tenha perdido adesão política popular, até hoje as ideias positivistas influenciam setores do pensamento militar brasileiro, pautado principalmente na defesa do nacionalismo, do progresso e da ordem.

É possível, portanto, que a enigmática colocação de Carlos surja em decorrência de uma crítica indireta aos auxiliares militares que cercam o pai, Jair Bolsonaro.

Na avaliação de analistas, o pensamento militar disputa influência no governo com a ala ideológica – composta por conservadores, em geral seguidores de Olavo de Carvalho, que defendem a construção de um governo mais à direita. Em 2020, há a percepção de que os militares ganharam espaço.

+ Coluna Panorama: após entrevista ao Fantástico, aumentam as críticas à Regina Duarte

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O sexto grupo do Boletim da Liberdade no WhatsApp está com vagas abertas. É por tempo limitado. Entre apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.