fbpx
PUBLICIDADE

Rodrigo Maia reclama de lentidão nas reformas de Paulo Guedes

O presidente da Câmara ressaltou que o ministério deve ser mais veloz para lidar com a situação de crise econômica e orçamentária que o país está vivendo
Rodrigo Maia (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Rodrigo Maia (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Entrevistado no programa “Conversa com Bial”, da Rede Globo, nesta quinta-feira (19), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, externou suas apreciações acerca do governo Jair Bolsonaro. Para ele, o ministério da Economia de Paulo Guedes está sendo mais lento do que o necessário. [1]

Segundo Maia, as iniciativas do ministério estão “mais lentas do que precisa para a crise que o Brasil vive. Tem um orçamento de R$ 1,5 trilhão e só tem R$ 19 bilhões para investimento, para transformar a vida das pessoas. Tem que mudar isso rápido.”

O presidente da Câmara lembrou que Bolsonaro tem uma agenda “corporativa” em sua trajetória como parlamentar, mas tomou a atitude de delegar a agenda econômica ao liberal Paulo Guedes. O problema, no entanto, seria que “o governo não tem base”, o que “acaba gerando atrasos, mas eu acho que o que o governo tem de melhor é a narrativa do Paulo Guedes explicando a situação em que o Brasil chegou e mostrando os caminhos para que o Estado de fato sirva para a sociedade”.





No entanto, essa narrativa precisa ser transformada em “fatos reais”, o que, a seu ver, ainda estaria acontecendo de forma muito limitada. Rodrigo Maia disse também que a relação pessoal com Bolsonaro é “sempre muito agradável”, apesar de haver um “método de um ambiente radical” nas redes sociais impulsionado pelos círculos próximos à família do presidente.





O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

➡ Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga e interaja em nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama