fbpx
PUBLICIDADE

Chanceler divulga posição do Brasil sobre internacionalização da Amazônia

Ernesto Araújo afirmou que Brasil não deve aceitar iniciativas que relativizem a soberania do território e que há correntes que querem usar diversos pretextos para esse objetivo
Embaixador Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
Embaixador Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

O Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, divulgou na noite desta segunda-feira (26) um comentário nas redes sociais sobre as polêmicas declarações do presidente francês, Emmanuel Macron, sobre uma possível internacionalização da Amazônia.

PUBLICIDADE

“O Brasil não aceitará nenhuma iniciativa que implique relativizar a soberania sobre o seu território, qualquer que seja o pretexto e qualquer que seja a roupagem”, escreveu o chanceler.

Antes, Araújo frisou que “está muito evidente o esforço, por parte de algumas correntes políticas, de extrapolar questões ambientais reais transformando-as numa ‘crise’ fabricada, como pretexto para introduzir mecanismos de controle externo da Amazônia”.

PUBLICIDADE

Contexto

Principal voz internacional critica aos incêndios da Amazônia, o presidente francês teve frustrada a expectativa de pautar a reunião do G7 com o tema. O documento final da reunião não mencionou a floresta.

Macron também foi duramente criticado pelo novo primeiro ministro britânico, Boris Johnson, que pontuou que não se deve utilizar o tema para cancelar acordos comerciais já firmados, como o de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia. A França é uma das principais críticas ao acerto.

PUBLICIDADE

Nesta segunda (26), mais cedo, Macron foi questionado por um jornalista sobre uma possível internacionalização da Amazônia. Ele respondeu que é um tema que “permanece aberto e continuará a prosperar, nos próximos meses e anos”.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama