fbpx
PUBLICIDADE


RJ: Deputado estadual quer proibir que diretores e reitores de escolas e universidades sejam filiados a partidos

Deputado estadual mais votado do Rio de Janeiro, Rodrigo Amorim (PSL/RJ) afirma que indicação de cargos de confiança por políticos locais ainda é uma situação comum e que ajuda a criar “cenário pouco democrático”

- Publicado no dia
Foto: Reprodução/ALERJ

Um projeto de lei do deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL/RJ), o mais votado do Rio de Janeiro, proposto no início de maio, propõe proibir a filiação partidária de diretores de escolas públicas e reitores de universidades públicas. [1]

Segundo o PL, para que os profissionais da educação estejam aptos a tomar posse, será necessário, inclusive, a comprovação de que o profissional esteve afastado nos últimos seis meses de quaisquer atividades político-partidárias.


PUBLICIDADE



“Ainda vivemos uma realidade delicada, na qual o provimento do cargo nem sempre é definido a partir de critérios como a formação técnica ou a seleção realizada […] tem objetivo de certificar competências para o exercício do cargo”, justifica o parlamentar, que alerta que ainda é comum ver diretores e reitores indicados como cargos de confiança de políticos locais, o que configuraria um “cenário pouco democrático”.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.