fbpx
PUBLICIDADE

Líder do MBL critica tentativa de Doria de levar Joice, Frota e Tabata ao PSDB

Para Renan Santos, coordenador nacional da entidade e estrategista do grupo, jogada de Doria visa apenas trazer visibilidade e votos no curto-prazo, com foco nas próximas eleições, e ignorando formação de partido
Renan Santos (Foto: Reprodução / Youtube)
Renan Santos (Foto: Reprodução / Youtube)
PUBLICIDADE

Coordenador nacional do Movimento Brasil Livre e principal estrategista do grupo, Renan Santos compartilhou nesta segunda-feira (22) uma análise crítica sobre a movimentação do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), de renovar o partido com quadros como Joice Hasselmann (PSL/SP), Alexandre Frota (PSL/SP) e Tabata Amaral (PSDB/SP). Os três já foram alvos de menções positivas do tucano sobre a possibilidade de juntarem-se à legenda no futuro. [1]

PUBLICIDADE

Para Santos, o “novo PSDB” que Doria quer construir ao cortejar esses nomes pode ser “ainda pior que o velho”. O governador de São Paulo estaria buscando apenas figuras que sejam capazes de “gerar mídia – e votos – no menor espaço de tempo possível” para seu projeto eleitoral de 2022: ser candidato a presidente.

Leia também:  NOVO pede esclarecimentos ao Ministério da Economia sobre denúncia

“[Doria] imagina – com alguma razão – que irá tirar o partido do marasmo em que se encontra: ninguém fala deles, e quando falam, não é bom. […] Para ele, o ‘novo PSDB’ é um projeto eleitoral, não um projeto de partido. Não irá fazer sentido ao longo do processo, mas quem se importa?”, ironizou.

PUBLICIDADE

No artigo divulgado no site MBL News, Santos aproveitou o assunto para também criticar de forma veemente os três desafetos do MBL. Sobre Tabata, por exemplo, afirmou que “representaria um retrocesso corporativista numa bancada [do PSDB] mais inclinada a uma agenda liberal”.

Quando mencionou Frota – que entrou em litígio com o MBL por causa do registro da marca do movimento -, Renan afirmou que o parlamentar “está lá pelo business [negócio]”. E sobre Joice, rotulou-a como alguém que “se coloca como ‘séria’ e ‘fazedora'” e “mesclando a histeria bolsonarista com ares de negociadora”, mas que pode acabar sozinha. Recentemente, Joice e Kim Kataguiri (DEM/SP), do MBL, chegaram a trocar farpas no Twitter.

Leia também:  Sem mencionar nome, MBL sugere presença de Sérgio Moro em evento

Leia o artigo na íntegra clicando aqui.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Você tem certeza que deseja cancelar sua assinatura?