fbpx
PUBLICIDADE


Jornal aponta Marcel van Hattem como ‘líder informal’ do governo

O parlamentar foi apontado como alguém que tem relacionamento privado com a família Bolsonaro; líder do PP disse que deputados do NOVO são “mais governo que o próprio governo”

- Publicado no dia
Deputado federal Marcel van Hattem (NOVO/RS) discursa na tribuna da Câmara dos Deputados (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

Quem está acostumado a presenciar conflitos entre militantes bolsonaristas e defensores do Partido Novo pode se surpreender, mas o líder do partido de João Amoêdo na Câmara foi apontado como ‘líder informal” do governo Bolsonaro. A alcunha está na manchete de uma matéria publicada pelo Estadão nesta quinta-feira (2). [1]

De acordo com o texto, Van Hattem está sendo visto com ciúmes por deputados da bancada do PSL, partido do presidente. Ele é definido como “uma voz aguda, quase estridente quando nervoso, que ganhou a confiança da equipe econômica do governo e o respeito da família de Jair Bolsonaro”, provocando “ciúmes na cúpula do PSL” e “a desconfiança dos líderes do Centrão”.


PUBLICIDADE



A reportagem também afirma que Van Hattem “deixou de lado os discursos influenciados pelo escritor Olavo de Carvalho – de quem foi aluno” e “focou logo na agenda liberal do ministro da Economia, Paulo Guedes”. Dá conta ainda de que o deputado troca mensagens diárias com o secretário da Previdência, Rogério Marinho (PSDB-RN), e participa de momentos privados da família Bolsonaro, incluindo um churrasco na casa da família da noiva de Eduardo Bolsonaro (PSL/SP).

O próprio Van Hattem comentou que é independente e não tem a pretensão de ser “líder do governo”. Entretanto, o líder do PP, Arthur Lira (PP-AL), comentou que os deputados do Partido Novo “são mais governo que o próprio governo”.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.