PUBLICIDADE


Mourão diz que ‘por enquanto’ não há plano para privatizar os Correios

Declaração do vice-presidente da República se deu durante um evento comemorativo do aniversário da estatal e vai de encontro à promessa de ampla privatização do Ministro Paulo Guedes

- Publicado no dia
Correios: o objetivo da Rede Liberdade é privatizá-lo. (Foto: Divulgação)

A despeito da expectativa dos liberais que confiaram no discurso de ampla privatização do Ministro da Economia, Paulo Guedes, o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, afirmou nesta quinta-feira (24) que o governo ainda não está trabalhando para privatizar os Correios. [1]

Interinamente na presidência enquanto o presidente Jair Bolsonaro volta de viagem feita a Davos, na Suíça, Mourão tratou do assunto ao responder uma dúvida de um jornalista sobre a possibilidade de privatização da estatal durante um evento comemorativo dos 356 anos da empresa, ocorrido pela manhã.


PUBLICIDADE


“Por enquanto, não”, afirmou o militar da reserva, sem se prolongar.

Na campanha, Bolsonaro chegou a afirmar que os Correios poderiam “entrar no radar de privatizações”. Contudo, após a eleição, o Ministro da Ciência e da Tecnologia, Marcos Pontes, afirmou que “não haveria planos” para a privatização da empresa. Durante o governo Michel Temer, a possibilidade de privatizar a estatal chegou a ser mencionada, mas não foi adiante.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.