fbpx
PUBLICIDADE


RJ: Motta e Witzel viajam para Israel para conhecer tecnologias de segurança

Dentre os recursos que seriam de interesse do governador eleito, estão drones que portam armas de fogo a sistemas de monitoramento com reconhecimento facial de suspeitos

- Publicado no dia
Roberto Motta, Wilson Witzel e o embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley (Foto: Divulgação)

O engenheiro Roberto Motta, cofundador do Partido Novo e atualmente no PSC, e o governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, conjuntamento com uma equipe de assessores, viajaram nesta segunda-feira (3) para Israel para conhecerem tecnologias de segurança pública que possam ser aplicadas no estado.

No roteiro, segundo divulgado pelo G1, está a possibilidade de se conhece drones que portam armas e também tecnologias de reconhecimento facial de suspeitos de crimes.


PUBLICIDADE



Em evento do LIDE também na última segunda-feira, Witzel revelou que pretende instalar 30 mil câmeras de monitoramento pelo estado, além de interligá-las com as de shoppings e lojas. Uma central única de monitoramento é uma das alternativas estudadas, conforme apurou o Boletim da Liberdade.

Motta, como revelado pelo Boletim na última semana, ganhou espaço dentro do governo após ser o segundo candidato a deputado mais votado do partido. Ativista em segurança pública, o engenheiro também já empreendeu em projetos de segurança, como um sistema de detecção de disparos de tiros. Até 2016, era uma das principais lideranças do Partido Novo.

A viagem ocorre com o apoio e orientação da Embaixada de Israel e indica mais uma aproximação do ascendente movimento conservador e liberal brasileiro com o país. Em janeiro, o primeiro ministro israelense Benjamin Netanyahu deve estar presente na posse do presidente Jair Bolsonaro, em Brasília.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.