fbpx
PUBLICIDADE


‘O PT jogou a toalha’, diz Ana Amélia, vice de Alckmin, sobre suspeitas de fake news

Para a senadora, que foi candidata a vice na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB), o PT não tem “dignidade de reconhecer que é o grande responsável pela crise moral, social e econômica do país”

- Publicado no dia
Ana Amélia (Foto: Dida Sampaio / Estadão)

A senadora Ana Amélia Lemos (PP), ex-candidata à vice-presidência na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) ao Planalto, considerou neste sábado (20) como “desespero do PT” as “suspeitas infundadas” sobre fake news terem impulsionado a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL). [1]

“Jogou a toalha! Em vez de ter a dignidade de reconhecer que é o grande responsável pela crise moral, social e econômica do país, levanta suspeitas infundadas ora sobre fake news, ora sobre fraude eleitoral e inventará outras desculpas na tentativa de esconder seus graves erros!”, escreveu nas redes sociais.

Segundo ela, os petistas estão “se afogando na própria arrogância” e o eleitor “cansou de ouvir tantas mentiras”.

Escândalo vazio

Adversários políticos tem tentado transformar a reportagem veiculada no jornal Folha de S. Paulo, na última quinta-feira (18), em um escândalo político para descredibilizar uma eventual vitória de Jair Bolsonaro.

A reportagem não expôs, porém, provas contundentes de que tenha havido uma manipulação proposital e com a concordância de Bolsonaro para manipular as eleições. Por causa disso, tem sido alvo de críticas até mesmo da imprensa.

[irp posts=”20033″ name=”Bolsonaro reafirma compromisso com a liberdade de expressão após pedido do PSOL para intervenção no WhatsApp”]

[irp posts=”19963″ name=”Presidente do NOVO, Moisés Jardim avalia resultado da eleição em entrevista ao Boletim: ‘extremamente positivo'”]

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.