fbpx
PUBLICIDADE


Folha de S. Paulo fez ‘fake news’ e será processada, diz comunicado da Havan

Empresário Luciano Hang, dono da Havan, foi considerado pelo principal jornal do país como um dos patrocinadores de suposto esquema de envio em massa de mensagens “anti-PT”

- Publicado no dia
Luciano Hang, dono da Havan (Foto: Márcia Ribeiro/Folhapress)

A loja de departamentos Havan, do empresário Luciano Hang, acionará o jornal Folha de S. Paulo após uma reportagem do veículo citá-la como uma das patrocinadoras de “mensagens anti-PT” no WhatsApp.

Em comunicado enviado à imprensa, a rede afirma que “a matéria é falsa” ao citá-los e que o periódico assumiu “posição ideológica” e se “distanciou da verdade”.


PUBLICIDADE



“No afã de produzir conteúdo impactante, a Folha simplesmente desconsiderou os princípios que norteiam um jornalismo sério. A matéria não contém nenhum indício ou prova da afirmação, é um simples boato (mentiroso)”, diz o texto.

[irp posts=”20052″ name=”‘O PT jogou a toalha’, diz Ana Amélia, vice de Alckmin, sobre suspeitas de fake news”]

[irp posts=”20033″ name=”Bolsonaro reafirma compromisso com a liberdade de expressão após pedido do PSOL para intervenção no WhatsApp”]

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.