fbpx

NOVO pode expulsar candidato que defende tanque de guerra para fazendeiros, informa site

Candidato a deputado federal da Paraíba também divulgou vídeo criticando de maneira veemente o candidato à presidência da República João Amoêdo, que subentendeu neutralidade entre Haddad e Bolsonaro
Diego Dusol é candidato a deputado federal pelo NOVO da Paraíba (Foto: Reprodução/Facebook)

O Partido Novo abriu processo disciplinar contra o candidato a deputado federal da Paraíba, Diego Dusol. A informação teria sido divulgada em nota e foi publicada pelo blog BR18, conduzida por jornalistas ligados ao jornal O Estado de S. Paulo. [1]

Dusol ganhou notoriedade nas redes sociais no fim de agosto por defender uma proposta, no mínimo, inusitada. Ele prometeu aos eleitores que lutará no Congresso Nacional para que “fazendeiros e produtores rurais” possam ter direito a comprar um tanque de guerra. Ele também posicionou-se favorável a nivelar o aborto como crime hediondo.

[wp_ad_camp_1]

Recentemente, Dusol também criticou o posicionamento de João Amoêdo, candidato à presidência da República pela legenda, ao subentender neutralidade no segundo turno entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

“João Amoêdo, ao se declarar neutro, mostra que tem compromisso com o projeto de poder da esquerda. Mostra que está a favor do socialismo. Nós podemos pagar muito caro com isso. Mas eu, Diego Dusol, e meus amigos na Paraíba, temos compromisso com o Brasil e com a democracia. Se o PT voltar, o NOVO não vai existir mais”, afirmou o candidato em vídeo. [2]

[fbvideo link=”https://www.facebook.com/dusoldiego/videos/551877128576777/” width=”920″ height=”” onlyvideo=”1″]

[wp_ad_camp_3]

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?