fbpx
PUBLICIDADE


NOVO deve ficar neutro em disputa do segundo turno entre Haddad e Bolsonaro

Declaração foi dada por João Amoêdo, candidato à presidência da República pela legenda, em sabatina ao vivo para a revista Veja; pesquisa Ibope aponta queda de Amoêdo na intenção de voto

- Publicado no dia
Jair Bolsonaro e Fernando Haddad devem se enfrentar num segundo turno segundo pesquisas de intenção de voto (Foto: Reprodução/UOL)

O candidato à presidência da República pelo Partido Novo, João Amoêdo, manifestou-se na manhã desta quarta-feira (19) sobre um possível segundo turno entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) e como o partido que fundou se portaria nessa situação. [1][2]

“Se forem esses dois que estão aí, esse quadro atual, muito provavelmente vamos nos posicionar contrários [a apoiá-los]”, afirmou Amoêdo, em sabatina à VEJA.


PUBLICIDADE



Amoêdo se referiu às últimas pesquisas de intenção de voto divulgadas, entre as quais a do Ibope, que veio à tona na noite desta terça-feira (18). Segundo a pesquisa, Bolsonaro e Haddad apresentam tendência de crescimento. Amoêdo, por sua vez, caiu um ponto percentual, de 3% para 2%.

“Nenhum dos dois nos parece ter o programa de governo que nós gostaríamos. A gestão do PT e o histórico do outro candidato no Congresso. É difícil imaginar que a gente venha a apoiar”, disse.

A declaração do candidato do Partido Novo vem um dia após ele afirmar que são “fake news” os boatos de que o NOVO estaria negociando ministério em um governo Bolsonaro. Em vídeo, ele também afirmou que não convidará Bolsonaro para ser ministro caso o contrário ocorra. [3]

“Nossa candidatura é sólida, baseada em princípios e valores. Vamos colocar gente competente. Não pretendo convidar caso seja eleito o Bolsonaro para assumir qualquer ministério”, disse.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.