SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     TWITTER     YOUTUBE



Colunista do ILISP responde a vídeo de Gregório Duvivier sobre liberalismo

Artista plástico e articulista da instituição, João César de Melo dividiu os comentários do humorista e apresentador em dez erros sobre o pensamento liberal

- Publicado no dia
João César de Melo (Foto: Reprodução / Catraca Livre)

O Boletim informou que o humorista e apresentador Gregório Duvivier apresentou uma série de críticas ao liberalismo, particularmente aos liberais brasileiros. Nesta segunda-feira (18), o artista plástico e colunista do Instituto Liberal de São Paulo, João César de Melo, se dedicou a confrontar ponto a ponto as afirmações de Gregório. [1]

João César iniciou o vídeo afirmando que Duvivier deveria se dispor a estudar antes de tecer comentários. Sua primeira crítica foi à citação que o humorista fez de John Locke sem incluir “um dos três princípios do filósofo inglês: o direito de propriedade”, algo que ele, “enquanto apoiador do MST e do PSOL, ignora”.


PUBLICIDADE



O colunista alvejou também a interpretação reducionista de Duvivier acerca da “mão invisível” na obra de Adam Smith, resumida a um “sistema da ganância”, e seu resumo do liberalismo brasileiro apenas a alguns candidatos a cargos políticos, ignorando os articulistas e pensadores. Ressaltou ainda a confusão entre os “liberais” americanos, que “podem ser comparados aos socialdemocratas europeus ou aos tucanos no Brasil” e não ao liberalismo clássico.

Entre outros pontos, João César chamou também a atenção para um comentário do humorista dizendo que, se tivesse gravado um vídeo pedindo liberdade plena e igualdade de oportunidades, teria sido atacado com comentários “mandando-o para Cuba”. O artista plástico sentenciou que não apenas nenhuma das duas coisas existe em Cuba, como a “única forma de ‘igualar oportunidades’ é por meio da coerção estatal, exatamente como defendem os socialistas, nivelando toda a sociedade por baixo, na miséria”.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também