fbpx
PUBLICIDADE


Alckmin teme aproximação de Doria e Rocha com apoio do MBL, diz ‘Folha’

O governador de São Paulo estaria desconfiando de um pacto entre o ex-afilhado político e o dono da Riachuelo; MBL seria uma das pontes entre os dois

- Publicado no dia
(Foto: Reprodução / Hilneth Correia)

Flávio Rocha e João Doria próximos? Ao menos é o que disseram à Folha de S. Paulo no último dia 21 integrantes da equipe política do Partido Republicano Brasileiro (PRB), onde Rocha é cotado para disputar a presidência. Com um detalhe: a perspectiva não estaria sendo nem um pouco apreciada pelo tucano Geraldo Alckmin, agora ex-governador de São Paulo. [1]

O receio de Alckmin é de que Doria, que foi eleito prefeito de São Paulo pelo PSDB e com seu apoio, ainda tenha pretensões de concorrer ao Planalto em 2018, mesmo depois de deixar o cargo por uma candidatura ao governo do estado. “O entorno do ex-governador paulista crê que Doria ainda sonhe em concorrer à Presidência, embora tenha assegurado publicamente que a hipótese é infundada e que deixou a prefeitura para disputar o governo de São Paulo”, diz a matéria.

A relação entre os dois vem desde a época em que a candidatura presidencial de Doria era algo bastante aventado, quando Rocha a defendia. Publicamente, os papeis não se inverteram, porque, como homem do PSDB, Doria afirma apoiar Alckmin; entretanto, ele teria “um pacto” com o dono da Riachuelo. Haveria ainda uma relação entre essa aproximação e a parceria em gestação entre o PRB de Rocha e o MDB do presidente Michel Temer, que estaria sendo viabilizada pelo bom relacionamento de Doria com o mandatário – ao contrário de Alckmin, que não dá sinais de que contará com o partido de Temer em sua chapa.


PUBLICIDADE



O fator MBL

O detalhe interessante da matéria é que o Movimento Brasil Livre é mencionado como um dos elementos de conexão entre Doria e Rocha. A possível candidatura do ex-prefeito já contou com o entusiasmo do MBL, que teve mais recentemente importantes atritos com Doria.

“Sem Doria na corrida presidencial, o MBL declarou apoio a Rocha. Há alguns dias, Kim Kataguiri e Fernando Holiday, dirigentes do grupo, estiveram com Doria”, diz o texto. O Boletim consultou o MBL sobre o teor desse encontro, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria.

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.