fbpx
PUBLICIDADE


Deputados devem votar ainda nessa semana regulação do Uber: entenda

Líder do Livres em Santa Catarina, Alexandre Paiva mobilizou 200 motoristas nesta segunda-feira (26) em grande ato contra a regulação que deve ser votada na Câmara dos Deputados pela segunda vez

- Publicado no dia
Líder do Livres no SC mobilizou motoristas do Uber em protestos contra regulação (Foto: Divulgação)

A Câmara dos Deputados deve votar nesta terça-feira (27) as mudanças feitas no Senado ao projeto de regulamentação de transportes por aplicativos, também conhecida como “Lei do Retrocesso”. Proposto originalmente pelo deputado Carlos Zaratini (PT), o PL previa, entre outras restrições, a obrigatoriedade de os motoristas terem carro em seus nomes e utilizarem placas vermelhas.

Apoiada pelos taxistas e criticada por empresas e usuários de aplicativos, como o Uber, a regulação também tem sido duramente criticada por liberais. Em setembro, o presidente do Instituto Liberal chegou a comentar que teria recebido um e-mail do Uber pedindo apoio, mas lamentou que a empresa nunca se moveu para apoiar os think tanks pró-liberdade.


PUBLICIDADE



Alexandre Paiva, líder do Livres em Santa Catarina e motorista do Uber, mobilizou 200 motoristas na manhã desta terça-feira (26) em Florianópolis para protestar contra a regulação. “Em outubro, chegamos a reunir neste mesmo bolsão 800 carros para dizer não à Lei do Retrocesso e mandar o recado para Brasilia: chega de interferir na nossa liberdade. O projeto apresentado pelo senhor Zaratini foi montado pelo sindicato de taxistas de São Paulo, o que já demonstra a parcialidade e desonestidade do projeto”, afirmou Paiva.

Caso a Câmara dos Deputados aprove a regulação, o projeto será encaminhado para sanção ou veto do presidente Michel Temer.

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura. Com menos de R$ 10 ao mês, você ajuda a viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil e tem acesso a conteúdos exclusivos.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.