SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     TWITTER     YOUTUBE



Cresce a possibilidade de Temer tentar reeleição e até petistas reconhecem

Desde que decretou a intervenção federal na área da segurança pública no Rio de Janeiro, analistas políticos e interlocutores do presidente Michel Temer passaram a considerar medida uma jogada de olho nas eleições

- Publicado no dia
Foto: Jornal Pequeno/John Cutrim

A possibilidade de o presidente Michel Temer (MDB) buscar um novo mandato voltou a ser assunto dos principais veículos de imprensa nesta quarta-feira (21). Um dos principais consultores do presidente, o publicitário Elsinho Mouco, é entusiasta desse caminho.

Ao jornalista Bernardo Mello Franco, do jornal O Globo, Elsinho teria afirmado que a intervenção federal na área da segurança pública do Rio de Janeiro teria sido um “lance de all-in”. “O [presidente] Temer jogou todas as fichas na intervenção”, teria dito o publicitário, acrescentando que o presidente teve acesso a pesquisas que apontam que a segurança pública é a principal preocupação dos brasileiros. Segundo Mouco, Temer “já é candidato” e que essas novas medidas representam “uma grande chance” ao presidente. [1]


PUBLICIDADE



Tentando amenizar suas declarações, o publicitário enviou nota ao site O Antagonista horas depois afirmando que o presidente evita o assunto e que não o autorizou a falar em nome dele. Porém, repetiu o quanto gostaria de que o presidente tentasse a reeleição. “Sempre achei que o presidente entraria para a história do Brasil como um presidente reformador, transformador, alguém que é capaz de enfrentar os problemas reais do Brasil com coragem”, escreveu. [2]

O analista político Adriano Oliveira, do portal Poder 360, opinou que o presidente Temer precisaria reunir três condições para disputar a reeleição: fazer a melhora da economia ser sentida pelos brasileiros, deixar a impressão que sua interferência na segurança pública tenha sido efetiva e provar sua competência em fazer as reformas necessárias – faltaria, agora, apenas a previdenciária. Segundo o analista, caso contemple essas condições, “poderá ser apresentado aos brasileiros como o candidato a presidente que não teme tomar decisões e sabe enfrentar com coragem os desafios”. [3]

Adversários reconhecem engenho de Temer

Adversários políticos do presidente Temer também se manifestaram diante da nova postura do emedebista. Um dos principais quadros intelectuais do PT, o economista Márcio Pochmann afirmou ao jornal O Globo que a intervenção no Rio de Janeiro teria sido “uma jogada muito inteligente do Temer”.  “A gente não descarta ele voltar a ter poder e disputar a eleição presidencial de outubro”, teria afirmado Pochmann. [4]

Antes de fechar a página, confira o recado de nossos patrocinadores para você:

+ Os livros mais baratos sobre liberalismo você encontra aqui: Multi Book

+ O que propõem os liberais? Curso sobre liberalismo ONLINE e GRATUITO, confira!

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva também fez suas ponderações sobre a possível estratégia de Michel Temer. Segundo ele, o presidente está “arrumando um jeito” de ser candidato em 2018 e a oportunidade encontrada teria sido a segurança pública. “Ele [pode] pegar um nicho de eleitores do Bolsonaro”, observou Lula. [5]

+ BLOG DO ASSINANTE: Deixa o homem trabalhar: reeleger Temer é a melhor opção para os liberais

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também