PUBLICIDADE


Presidente do Livres cearense sai na frente e anuncia ida para o NOVO

Rodrigo Saraiva Marinho deixou claro que não se identificaria com uma eventual ida para partidos como Rede e Podemos e deixou a direção do Livres local

- Publicado no dia
Rodrigo Saraiva Marinho (Foto: Reprodução / Students for Liberty Brasil)

Depois da divulgação dos caminhos do Livres como movimento nacional – o presidente Paulo Gontijo afirmou que ele se tornará suprapartidário -, o presidente do núcleo cearense, Rodrigo Saraiva Marinho, saiu na frente e anunciou nesta segunda (22) seu destino e o de outros membros da corrente no estado. Ele irá migrar para o NOVO.

Em transmissão ao vivo feita pelo Facebook, Saraiva frisou que o Livres defende “a liberdade como um todo” e por isso é incompatível com um “estatista” como Bolsonaro. Ele ressaltou que o movimento conversou com alguns partidos, como Rede, Podemos e PPS, que poderiam acolher seus candidatos para a próxima eleição, tendo-se chegado à conclusão de que cada diretório deveria apreciar sua realidade local.


PUBLICIDADE


Desde segunda-feira passada (15), Saraiva e sua equipe já tinham fechado o posicionamento cearense. “Decidimos que o caminho seria ficar dentro da esfera liberal. O segundo ponto era se sentir confortável e poder continuar propagando nossas ideias e somando esforços. A partir disso, a solução foi que o caminho natural para quem defende as ideias da liberdade era o NOVO. Então, declaro publicamente que estou voltando para o NOVO”, diz Saraiva, que prevê já estar filiado ao diretório local do partido ainda esta semana e ainda disse que as outras opções partidárias não o deixavam confortável.

Saraiva ressaltou que foi um dos membros fundadores do NOVO cearense e destacou que João Amoêdo é seu candidato favorito à presidência. Explicou que sua primeira saída do NOVO se deveu a discordâncias, por entender que a gestão não era ideal e que o partido deveria lançar candidato às eleições municipais. A partir de agora, a gestão do Livres cearense passa às mãos de Pedro Cabral, porque Saraiva deseja ser candidato nas eleições de 2018. Confira a íntegra:

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.