SOBRE     ASSINE     NEWSLETTER     FACEBOOK     YOUTUBE



Instituto Mercado Popular defende a crença no aquecimento global

Em gráfico representando diferentes posicionamentos políticos, o IMP distinguiu seus leitores da direita, da esquerda e do populismo

- Publicado no dia

PUBLICIDADE


(Foto: Reprodução / Facebook)

O Instituto Mercado Popular publicou no último dia 5 um gráfico procurando identificar ideologicamente seus leitores a respeito de duas questões polêmicas. Uma delas, polêmica na sociedade, é a questão do déficit da Previdência; a outra, que gera grandes debates no mundo e cuja pertinência vem sendo negada por muitos liberais e conservadores, é o chamado “aquecimento global”. [1]

Para o IMP, os populistas de maneira geral acreditam que as duas ideias são falsas – isto é, entendem que não é preciso se preocupar com qualquer déficit na Previdência brasileira, justificando-se o combate às reformas propostas, e que não é preciso se preocupar também com determinados efeitos nocivos que o ser humano estaria causando sobre a temperatura média do planeta.

A “direita”, diz ainda o IMP, defende a veracidade do déficit da Previdência, mas nega o aquecimento global. A “esquerda” faria o oposto: teria adotado o combate ao aquecimento global como uma bandeira, mas defende que não há déficit na Previdência. O IMP entende que os seus leitores e defensores acreditam tanto numa coisa quanto na outra e, por isso, não seriam nem de direita, nem de esquerda, nem populistas.

Leia também:

+Ironia de Donald Trump ao aquecimento global diverte comentaristas brasileiros

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor

Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail




Leia também