PUBLICIDADE


Ironia de Donald Trump ao aquecimento global diverte comentaristas brasileiros

Presidente dos Estados Unidos fez observação sarcástica à teoria e atraiu a atenção de Rodrigo Constantino e Alexandre Borges; piada foi publicada em seu Twitter

- Publicado no dia
(Foto: Carlos Barria / Reuters)

O aquecimento global, um dos temas mais polêmicos na contemporaneidade, particularmente dentro da política americana, foi objeto de ironia em comentário do presidente Donald Trump no último dia 29. O republicano, que tem muitos admiradores entre conservadores e liberais no Brasil, divertiu o comentarista político e publicitário Alexandre Borges e o economista e colunista da Gazeta do Povo, Rodrigo Constantino.

Em seu Twitter, Trump aproveitou o frio no nordeste e oeste dos Estados Unidos para dizer que o país poderia se beneficiar do aquecimento global, despejando sarcasmo contra os defensores da teoria ambientalista. “No leste, pode ser a noite de fim de ano mais fria registrada. Talvez pudéssemos usar um pouco desse bom velho aquecimento global que o nosso país, não os outros, ia pagar bilhões de dólares para combater. Agasalhem-se!”, escreveu. [1]


PUBLICIDADE



Alexandre Borges replicou a publicação em seu perfil no Twitter, acompanhada de uma risada. Já Rodrigo Constantino divulgou o print em seu perfil no Facebook, acompanhado de uma pergunta retórica: “Como não gostar desse cara?”. [2] [3]

★ ★ ★

Nós criamos o Boletim da Liberdade porque acreditamos em um jornalismo sério, independente e de viés liberal. Você pode ajudar esse projeto.

Para que possamos manter e melhorar nossa missão de organizar, divulgar e apurar informações de interesse público, tornando-as acessíveis para todos, precisamos da sua ajuda. Se você é um entusiasta do Boletim, colabore fazendo uma assinatura ou fazendo uma doação de qualquer valor. Contamos com você para viabilizar um jornalismo mais plural e democrático no Brasil.

Apoie a mídia independente: curta nossa página.


Seja um assinante e receba nosso conteúdo por Whatsapp


Seja um mantenedor com uma doação única de qualquer valor


Comentários

Receba nosso conteúdo por e-mail



Leia também
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.