Panorama #26 - Aliança pelo Brasil quer acabar com 'toda forma de financiamento público da política' - Coluna Panorama - Boletim da Liberdade
PUBLICIDADE

Panorama #26 – Aliança pelo Brasil quer acabar com ‘toda forma de financiamento público da política’

13.01.2020 09:14

O Partido Novo trouxe para a política um discurso muito crítico ao uso de dinheiro público para financiar campanhas eleitorais e partidos. Agora, a Aliança pelo Brasil – partido em formação liderado pelo presidente Jair Bolsonaro – decidiu também surfar nessa onda.

Aliança critica financiamento público – 2

Em publicação deste domingo (12) nas redes sociais, a sigla sustentou publicamente que é preciso “mudar a legislação e acabar com toda e qualquer forma de financiamento público da política”, embora classifique a medida como uma “tarefa quase impossível”. [1]

Aliança critica financiamento público – 3

A agremiação afirmou ainda que “mudar essa lei será a missão do Aliança” e que, como prova, o partido “não usará o fundão [eleitoral]” – mas não divulgou compromisso sobre o uso do fundo partidário. Em outra arte, o partido sugeriu ainda que os eleitores não votem em candidatos que usem o fundão. A publicação teve mais de 3 mil compartilhamentos. [2]

Rio de Janeiro – 1

O PSL bateu o martelo e lançará a candidatura do conservador Rodrigo Amorim à prefeitura do Rio de Janeiro em 2016. Deputado estadual mais votado do estado nas eleições de 2018, o hoje parlamentar foi candidato a vice na chapa de Flávio Bolsonaro no último pleito municipal. Amorim é conhecido por ser um dos mais combativos parlamentares da Assembleia fluminense.

Rio de Janeiro – 2

Em setembro, o deputado fez um protesto contra a bancada do PSOL da mesma Assembleia para criticar o “costume de emendar projetos de lei de outros partidos” para “acabar com a essência” dos textos. Para mostrar o quão irritante seria essa política, propôs uma emenda para alterar um projeto de lei de uma deputada que queria criar o “Dia da África”. No novo texto, seria criado o “Dia dos Estados Unidos”.

Secretário

Falando sobre o Estado do Rio de Janeiro, agora é oficial. O ex-presidente do Instituto Liberal, Bernardo Santoro, presidente do Instituto Rio Metropolitano, recebeu formalmente o status de Secretário de Estado do governo Wilson Witzel (PSC). O decreto foi assinado pelo vice-governador Claudio Castro (PSC).

Rio Grande do Sul

O Partido Novo divulga economia de R$ 2,5 milhões dos cofres públicos apenas com cortes de despesas que poderiam ser usadas pelos deputados estaduais da sigla no Rio Grande do Sul. Fabio Ostermann e Giuseppe Riesgo economizaram R$ 1,8 milhão com a redução do número de assessores, R$ 478 mil com a cota parlamentar e R$ 247 mil por não utilizar diárias. A meta do partido é economizar R$ 10,7 milhões ao longo dos quatro anos de mandato.

RenovaBR – 1

O RenovaBR – entidade que se descreve como a maior escola de democracia do Brasil com a missão de selecionar pessoas comuns dispostas a se qualificar para a política – anunciou na última semana a criação de uma turma extra do módulo “RenovaBR Cidades”.

RenovaBR – 2

Em 2019, os mais de 1.400 selecionados para a primeira turma acreditavam que aquela seria a última oportunidade antes das eleições. Além da turma nova, haverá ainda a segunda fase para os alunos que se formaram em 2019. Sucesso!

Caminhão Autônomo

O youtuber Raphaël Lima, dono do canal “Ideias Radicais” – com mais de 500 mil inscritos e popular entre libertários -, prevê protestos e forte lobby diante de uma perspectiva nova na indústria: caminhões autônomos. O comentário, feito no Twitter, veio em repercussão a um vídeo que informou que, em 3 dias, um primeiro caminhão autônomo levou 18 toneladas de manteiga entre a costa oeste e a costa leste nos Estados Unidos. Se isso pegar no Brasil, pode surgir uma nova greve dos caminhoneiros?

Novos podcasters – 1

Colunista das segundas-feiras do Boletim da Liberdade, Jackson Vasconcelos está com projeto novo na área. Trata-se do “Aqui Tudo é Política”, podcast já disponível no Spotify. “Faremos a releitura dos acontecimentos políticos no Brasil e no mundo, além de dicas para campanhas eleitorais”, diz a descrição do projeto. Para ouvir e seguir, clique aqui.

Novos podcasters – 2

Quem também passa a investir em podcast é o deputado federal Alexis Fonteyne (NOVO/SP). O parlamentar, conhecido pela atuação em temas econômicos e em pautas do empreendedor, lança nesta quinta-feira (16) o podcast com o inusitado nome “O filho da mãe Johanna”. No episódio de estreia, diz a divulgação, será feita uma apresentação da história do parlamentar e explicado “o contexto de vida de alguém que cresceu livre, com um espírito artístico, inventor e empreendedor, criado na casa da mãe Johananna e que agora é político”.

Escola Austríaca

A pós-graduação em Escola Austríaca promovida pelo Instituto Mises Brasil agora poderá ser cursada à distância. O anúncio da nova modalidade foi feito na última quarta-feira (8). O preço de tabela tanto na modalidade presencial como no 100% online segue o mesmo, porém: 18 parcelas mensais de R$ 999. Vagas para a turma 2020 estão abertas até o dia 12 de março de 2020. Descontos podem ser aplicados em circunstâncias específicas.

Novas colunas

Receba todas às segundas-feiras a Coluna Panorama e outros conteúdos especiais direto no seu WhatsApp. Entre já no nosso sétimo grupo do WhatsApp clicando aqui. Vagas limitadas.


Fotos: (1) Evento de lançamento do Aliança pelo Brasil, em Brasília: palco com destaque para foto de Bolsonaro com faixa presidencial [Foto: Divulgação] / (2) Arte de divulgação publicada no perfil oficial do Aliança pelo Brasil no Twitter [Foto: Reprodução/Twitter] / (3) Giuseppe Riesgo e Fabio Ostermann, deputados estaduais do Partido Novo no Rio Grande do Sul [Foto: Divulgação] / (4) Jackson Vasconcelos [Foto: Reprodução/Facebook]