fbpx

Gonet responde perguntas sobre “racismo reverso” e casamento homoafetivo

Paulo Gonet
O senador Fabiano Contarato (PT/ES) usou exemplos pessoais para questionar o sabatinado

Durante a sabatina, nesta quarta-feira (13), Paulo Gonet, que teve indicação para a Procuradoria-Geral da República, recebeu questionamentos sobre uma polêmica de 2022. Ele já era membro do Ministério Público e apresentou um trabalho ao V Congresso de Direito Constitucional do IDP. Na ocaisão, Gonet criticou a política de cotas. Ele discorreu longamente sobre o que chamou de “discriminação reversa”.

Gonet respondeu ao senador Fabiano Contarato (PT/ES), que lhe fez a pergunta,  que “nunca disse que era contrário a cotas”. Contarato, mostrou sua certidão de casamento com um homem e perguntou ainda sobre a opinião do sabatinado sobre o casamento homoafetivo. “Como jurista eu estou afeito ao que o Supremo decide, acho que seria tremendamente injusto pessoas que convivem juntos não tivessem o reconhecimento”, respondeu Paulo Gonet.

 

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?