fbpx

Gonet e Dino discursam na CCJ em busca de aprovação

Flávio Dino disse que "não me cabe nesse momento fazer debate político"
Dino e Gonet
Foto: Pedro França/Agência Senado

Compartilhe

Às 10h12 desta quarta-feira (13) entraram na CCJ Flávio Dino e Paulo Gonet. Ambos sentaram-se ao lado do presidente da CCJ, Davi Alcolumbre (União-AP). Paulo Gonet iniciou a sua fala dizendo “que era uma honra estar na presença de suas excelências como candidato a Procurador Geral da República”. Gonet discorreu sobre a sua vida acadêmica, citando sua formação em direito na UnB e sua carreira profissional nos mais diversos cargos.

Gonet foi aprovado em primeiro lugar nos concursos públicos para os cargos de promotor de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios e procurador da República. Tendo optado por este último, ingressou no Ministério Público Federal como procurador da República em 1987e foi promovido a subprocurador-geral da República em 2012.

Leia também:  Lideranças brasileiras recolhem assinaturas contra censura

Já o Flávio Dino disse que “não me cabe nesse momento fazer debate político. Mas vou responder aos dois requisitos constitucionais, notável saber jurídico e reputação ilibada”, disse Dino em seu discurso. Sobre a apresentação do seu currículo, Dino entregou para os senadores em formato de cartilha.

Dino, ao responder sobre o que fazer no Supremo, disse “que tem o compromisso indecifrável com a harmonia entre os poderes. E nosso dever fazer com que a independência seja preservada e sobre tudo a harmonia”.

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?