fbpx

CPI da Braskem vai ser instalada no senado nesta quarta-feira (13)

Braskem Maceió
Renan Calheiros, autor do pedido da CPI, articula para tirar o foco do desastre de sua família

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o desastre ambiental em Maceió envolvendo a petroquímica Braskem vai ser instalada nesta quarta-feira (13) no Senado, às 9h. Autor do pedido de abertura da CPI, o senador Renan Calheiros (MDB) propôs uma trégua a Arthur Lira (PP) para “defender os interesses de Alagoas”.

“Quem está contra a CPI, está contra em função da necessidade de proteger os interesses da controladora da Braskem, que é a Odebrecht. E quem defende que se transfira a responsabilidade para o Governo Federal em vez de cobrar o que a Braskem está devendo aos alagoanos, de igual modo está defendendo os interesses da controladora”, disse Renan Calheiros em entrevista à CNN Brasil.

Nesse sentido, Calheiros toma a dianteira na CPI da Braskem para tentar tirar de seu grupo político o foco negativo do desastre. O filho do senador, Renan Filho, foi governador de Alagoas entre 2015 e 2022, período em que as licenças ambientais foram concedidas à Braskem.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?