fbpx

Pró-Palestina, Roger Waters sofre boicote e fica sem hospedagem

Após as recusas, Waters teve que mudar o planejamento de viagens e culpou os "idiotas do lobby israelense" pelo boicote

O ex-líder da banda Pink Floyd, Roger Waters, disse não ter onde se hospedar na capital da Argentina, Buenos Aires, e em Montevidéu, no Uruguai, após atitudes consideradas antissemitas. O cantor, que é conhecido por seus posicionamentos pró-Palestina, já chegou a exibir um porco inflável com a estrela de Davi em um show usando uma roupa com estética nazista, em Berlim.

Após as recusas, Waters teve que mudar o planejamento de viagens e culpou os “idiotas do lobby israelense” pelo boicote e por não conseguir jantar com seu amigo José Mujica, ex-presidente Uruguaio. “Fecharam para mim a cidade de Montevidéu, não tenho lugar para ficar. Tenho que voar diretamente para lá no dia do show”, reclamou.

Leia também:  Lula deixa Hamas orgulhoso e se afasta de Israel, após fala na Etiópia

Liberdade de expressão

Nesse sentido, o professor PhD em Filosofia, Dennys Xavier usou suas redes sociais para exaltar a liberdade de expressão após as consequências das falas do cantor. “A liberdade de expressão é fantástica! Permite-nos compreender as pessoas, o modo como pensam… e abre a possibilidade inclusive de nos protegermos e nos afastarmos delas, quando julgamos ser o caso”.

Roger Waters teve que permanecer hospedado em São Paulo para conseguir realizar seus shows previstos na Argentina e no Uruguai.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?