fbpx

Luiz Marinho ataca Uber, Ifood e busca soluções com Correios

O Brasil possui cerca de 1,66 milhão de pessoas trabalhando como entregador e motorista de aplicativos

O ministro do Trabalho Luiz Marinho disse em audiência pública “a Uber não vai sair do Brasil porque é o primeiro. O mercado número um da Uber é o Brasil. Segundo, agora se caso queira sair, o problema é só da Uber porque outros concorrentes ocuparão esse espaço, como é no mercado normal”, argumentou Marinho. A fala aconteceu nesta quarta-feira (4) na Câmara dos Deputados em uma audiência pública na Comissão de Fiscalização Financeira da Câmara dos Deputados.

Ainda durante a sessão o ministro sugeriu que os Correios sejam a solução. “Eu acho que deveria se estudar e montar um aplicativo para colocar de forma mais humana, para os trabalhadores que desejassem usar o aplicativo dos Correios pra poder trabalhar sem a neura do lucro dos capitalistas, que é o caso que acontece com a Uber, com o iFood e companhia limitada”.

O Brasil possui cerca de 1,66 milhão de pessoas trabalhando como entregador e motorista de aplicativos, sendo 1.274.281 motoristas e 385.742 entregadores.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?