fbpx

Câmara aprova retorno de cotas de telas para filmes brasileiros

De acordo com o projeto, filmes exibidos no streaming não contarão para efeitos da cota

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta terça-feira (3), o projeto que retorna com as cotas de telas para exibir filmes brasileiros até 2033. A cota tinha acabado em 2021. A proposta segue para o Senado.

A maioria dos deputados aprovou o texto da relatora, deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), do PL 5497/19, de Marcelo Calero. O projeto prevê que as obras cinematográficas e filmes exibidos em meios eletrônicos (plataformas de streaming, por exemplo) antes da exibição comercial em salas não contarão para efeitos da cota.

O deputado Marcel van Hattem (NOVO-RS) foi contrário ao texto. “Já houve cotas nos cinemas, e o aumento de exibição foi irrisório. Em contrapartida, os prejuízos arcados pelas empresas que exploram o ramo cinematográfico foram enormes”, criticou.

Também contra o texto, Bibo Nunes (PL-RS) focou no empresário exibidor. “Estão colaborando para quebrar os cinemas, quebrar as salas de exibição, porque falta noção de empreendedorismo, noção do que é um negócio”, disse o deputado.

 

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?