fbpx

Governo quer tornar hediondos crimes cometidos em escolas

Homicídios dentro de instituições de ensino se encaixarão, no Código de Processo Penal, como homicídio qualificado

O governo assinou projeto de lei para aumentar penas de quem comete crimes em ambientes escolares. O texto vai para análise do Congresso Nacional.

O texto faz parte do Programa de Ações na Segurança (PAS), que inclui o novo decreto para compra e uso de armas de fogo, o endurecimento de pena para quem cometer crimes “contra a democracia”, e repasses do Fundo Nacional de Segurança para estados.

Segundo o ministério da Justiça, homicídios dentro de instituições de ensino se encaixarão, no Código de Processo Penal, como homicídio qualificado.

A pena prevista é 12 a 30 anos de prisão, e pode ter aumento entre um terço e a metade, se a vítima for portadora de deficiência ou doença que a torne ainda mais vulnerável. Caso o autor do crime tiver parentesco ou cargo com autoridade sobre a vítima, a pena pode ser aumentada em dois terços.

O governo também propõe alterar a lei para tornar hediondos os crimes de homicídio e violência cometidos no interior de instituições de ensino. Sendo assim, os criminosos perderiam o direito a fiança, anistia, previsão de indulto e liberdade provisória

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?