fbpx

Lula tenta se aproximar dos evangélicos e amplia isenção de impostos a igrejas

Além das igrejas, o texto inclui na imunidade tributária suas organizações assistenciais e beneficentes

O governo Lula tenta se aproximar dos evangélicos, incluindo de última hora no texto da Reforma Tributária aprovado na última sexta-feira (7), uma emenda que reforça e amplia a imunidade tributária às igrejas.

Leia também: Zelensky diz que Ucrânia merece respeito da OTAN

Já prevista na Constituição, a emenda reforça imunidade dos templos religiosos a impostos federais, estaduais e municipais, incluindo o IPTU. O trecho foi enviado por iniciativa da bancada evangélica, que é composta por pelo menos 203 deputados federais, segundo a Frente Parlamentar Evangélica.

O relator da matéria, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), disse que mesmo a isenção de impostos dos templos religiosos sendo prevista na Constituição, ainda há dificuldades, principalmente com a Receita Federal, em garantir a imunidade.

Além das igrejas, o texto inclui na imunidade tributária suas organizações assistenciais e beneficentes. Agora a proposta de emenda à Constituição segue para ser aprovada no Senado.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?