fbpx

A liberdade é inevitável

Compartilhe

Por décadas, as opiniões liberais foram fortemente sufocadas dentro do movimento estudantil e silenciaram qualquer discussão sobre a liberdade. A esquerda se apoderou de todas as pautas estudantis, e cometeu os mais variados tipos de injustiça contra aqueles que não cumpriam a cartilha ideológica. Agora, graças ao trabalho da UJLiberdade, vemos um cenário totalmente diferente, onde há a esperança e a vontade de ocuparmos cada vez mais espaço dentro do movimento estudantil.

A UJLiberdade mostrou-se para o que veio e rompeu o monopólio da esquerda no movimento estudantil. Foi tudo muito inédito! Na última semana, pela primeira vez, um grupo de estudantes liberais esteve presente na 13ª Bienal, no coração do movimento estudantil encabeçado pela UNE. Confrontamos a militância esquerdista e entoamos palavras de liberdade enquanto todos nos observavam de maneira incrédula. Concluímos, assim, nosso objetivo e deixamos nossa marca. Nunca, na história desse país, outra juventude ousou lutar pela liberdade estando presente em um evento da UNE.

Leia também:  Congresso mantém veto 46 e evita chance de censura no Brasil

A sub-representatividade das classes estudantis, associada à má gestão da UNE, fez com o que fora criado para defender os interesses dos estudantes, se tornasse uma organização inepta, que serve, somente aos anseios dos partidos de esquerda que a controlam. Vale lembrar que a mesma administração foi incapaz de concluir a reconstrução de sua sede, mesmo recebendo mais de R$ 40 milhões em recursos dos governos petistas.

Nesse contexto, nós, movidos pelo inconformismo, criamos a UJLiberdade. Para que possamos atuar em múltiplas frentes, conquistando importantes posições em DCE’s, CA’s, promovendo ações de impacto e capacitando líderes. Conseguimos construir uma verdadeira oposição no movimento estudantil, até então, dominada por apenas uma ideologia.

Leia também:  Democracia em xeque: a verdade por trás da narrativa

Juntos, nós moldamos o futuro, praticando uma política estudantil justa e verdadeiramente democrática. Faremos história, e só descansaremos depois que ocuparmos a UNE. Estaremos sempre com a chama acesa em nossos corações e mentes. A liberdade agora pode respirar e, com a sua ajuda, poderá seguir avançando cada vez mais!

 

Por: Gabriel Cardoso membro da UJL

Aviso

As opiniões contidas nos artigos nem sempre representam as posições editoriais do Boletim da Liberdade, tampouco de seus editores.

plugins premium WordPress
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?