fbpx

Suprema Corte dos Estados Unidos libera proibição ao aborto

Decisão revê entendimento de quase 50 anos e estabelece que o aborto não é mais um direito constitucional, podendo, portanto, ser deliberado por cada estado

Confirmando especulações, a Suprema Corte dos Estados Unidos determinou, oficialmente, nesta sexta-feira (24) que o aborto não deve mais ser entendido como um direito constitucional nos Estados Unidos.

A sentença revê uma decisão de 49 anos, mas não chega a proibir a prática. Agora, o aborto poderá ser amplamente regulado por cada estado.

Em um dos trechos do voto do ministro Samuel Alito, há o entendimento que foi considerado “que a Constituição não confere um direito ao aborto” e que é preciso “devolver a questão para os representantes eleitos pelo povo”.

De acordo com o jornal “Folha de S. Paulo”, há a expectativa, agora, que 23 estados poderão banir o direito ao aborto quase que completamente com a nova decisão. [1]

Compartilhe essa notícia:
Leia também:  G20 começa nesta quarta-feira (21) no Rio de Janeiro

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?