fbpx

Deputado do NOVO celebra projeto que ‘desburocratiza’ acesso ao porte

Relatório do deputado federal Paulo Ganime facilita o acesso ao porte de armas

O deputado federal Paulo Ganime (NOVO/RJ) celebrou em suas redes sociais e em comunicado enviado à imprensa a aprovação de seu relatório na Comissão de Segurança Pública sobre um projeto que altera mudança nas regras de acesso ao porte de arma.

Uma das principais alterações foi revogar o inciso I do §1⁰ do art. 10, do Estatuto do Desarmamento, que exige a comprovação da efetiva necessidade para o porte, passando a exigir a comprovação da efetiva necessidade a partir da segunda arma de fogo

“Na prática esse dispositivo se tornou um entrave pela subjetividade da decisão do Estado na autorização ao cidadão”, afirmou o comunicado.

“O Estatuto prevê uma série de requisitos para aquisição de armas de fogo, como comprovação da idoneidade, de ocupação lícita e residência certa, entre outros. Vale dizer que são justos. Então, por que ainda comprovar efetiva necessidade se já demonstrou ser capaz e estar em dia com suas obrigações perante a sociedade para exercer sua liberdade de possuir uma arma?”, ressalta Ganime.

Como já noticiado pelo Boletim da Liberdade, o novo texto altera também o artigo 14 do Estatuto do Desarmamento, tornando inafiançável o crime de porte ilegal para todos os cidadãos.

“Dessa forma, damos tratamento igual àqueles que possuem ou não arma registrada em seu nome e portam a arma de forma ilegal. Devemos ser duros com aqueles que portam a arma de forma criminosa”, destaca o relator.

Na atual legislação, o porte de arma ilegal não é inafiançável caso a arma seja registrada em nome do cidadão.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?