fbpx

Moro caminha para ter apoio do maior partido do Brasil, diz site

Segundo "O Antagonista", um dos principais conselheiros de Luciano Bivar, presidente da União Brasil, define apoio como "bem provável"

De acordo com o site “O Antagonista”, está “correndo” o acordo político para a União Brasil – resultado da fusão do PSL com o DEM – apoiar Sérgio Moro (Podemos) nas eleições presidenciais. [1]

Conselheiro político de Luciano Bivar e ex-deputado federal, Marcos Cintra, ativista também do “imposto único”, seria um dos defensores da ideia.

À publicação, teria classificado que o apoio seria tido como “bem provável”. O economista também pretenderia apresentar ainda em janeiro uma proposta de governo a Moro.

Reforma tributária?

No governo Bolsonaro, Cintra chegou a ser secretário especial da Receita Federal. Uma das razões que pesaram em sua exoneração foi o fato de ser simpático a um projeto similar à antiga CPMF, que tributava transações financeiras. O apoio público à iniciativa o desgastou. [2]

Não se sabe, ainda, se o projeto estaria incluso em eventual apoio de Cintra – e da União Brasil – a Moro. Historicamente, por outro lado, o DEM sempre atuou contra a CPMF.

Já o artigo publicado pelo principal economista de Sérgio Moro, Affonso Celso Pastore, sobre a visão econômica da pré-candidatura fala de uma reforma tributária que leva em consideração a criação de um imposto sobre valor agregado (IVA).

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?