fbpx

Reforma administrativa é aprovada na Comissão Especial e um fato chama atenção

Partidos cederam cadeiras para o NOVO para auxiliar a aprovação do texto; deputados liberais se orgulham da reforma

Por 28 a 18, o texto-base da reforma administrativa foi aprovado no fim da tarde desta quinta-feira (23) na comissão especial da Câmara dos Deputados.

A conquista foi celebrada por parlamentares liberais, que se comprometeram ainda a, no aperfeiçoamento do texto, “eliminar os jabutis” na votação de destaques, como definiu o deputado federal Tiago Mitraud (NOVO/MG) nas redes sociais. [1][2]

Ao todo, informa a “Agência Câmara”, foram seis horas de reunião. Dentre as principais novidades, estão maior previsão de avaliação do desempenho de servidores e a possibilidade de contratação temporária. O fim da estabilidade, no entanto, para servidores efetivos ficou de fora da reforma.

Presença do NOVO

No processo de votação, outra curiosidade. Parlamentares ligados ao governo mas que não gostariam de se comprometer com o eventual desgaste da aprovação da reforma cederam espaço na comissão especial para deputados federais do NOVO.

A sigla liberal, que teria direito a apenas uma cadeira, conseguiu atuar com quatro titulares: Lucas Gonzalez, na vaga do PSDB; Marcel van Hattem, na vaga do DEM; Paulo Ganime, na vaga do PL; além de Tiago Mitraud, na vaga original do partido.

“Uma coisa que eu e meus colegas de bancada temos é coragem de aprovar pautas que vão melhorar o Brasil”, escreveu Ganime, líder do NOVO na Câmara, no Twitter. [3]

A aprovação na Comissão Especial é apenas uma das etapas de tramitação da Proposta de Emenda Constitucional na Câmara, que ainda precisará ser aprovada no Plenário.

Compartilhe essa notícia:

Assine o Boletim da Liberdade e tenha acesso, entre outros, às edições semanais da coluna panorama

plugins premium WordPress
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?