fbpx
PUBLICIDADE

Doria surpreende ao revelar qual estatal privatizaria se fosse presidente

Governador paulista está inscrito nas prévias do PSDB para disputar a vaga de candidato dos tucanos ao Palácio do Planalto em 2022
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
PUBLICIDADE

O governador João Doria (PSDB), de São Paulo, prometeu em um programa de rádio que, se fosse eleito presidente, privatizaria a Petrobras. A informação foi publicada pelo site “O Antagonista” nesta quarta-feira (15). [1]

PUBLICIDADE

O político foi além. Disse que a privatização ocorreria “em lotes”, “dividida em várias empresas”.

“É preciso que haja competitividade e não mais essa imposição de preços sobre os combustíveis. Nos Estados Unidos, não há aumento no preço toda semana como no Brasil. As empresas competem, disputam o preço do combustível e também do gás, e precisam sobreviver no mercado”, disse o governador.

PUBLICIDADE

O político é um dos inscritos para as prévias do PSDB que definirão o candidato tucano ao Palácio do Planalto em 2022. Outro nome que disputa o espaço no partido é o de Eduardo Leite, governador do Rio Grande do Sul.

Leia também:  Manifestação pelo impeachment reúne milhares, mas não supera dia 7

A Petrobras, por sua vez, foi uma das poucas empresas que o presidente Jair Bolsonaro prometeu em 2018 que, se eleito, não privatizaria. As outras foram a Caixa Econômica Federal (CEF) e o Banco do Brasil. Apesar disso, a BR Distribuidora teve seu capital diluído e a Petrobras não é mais sócia majoritária da companhia.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

Podcast

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama