fbpx
PUBLICIDADE

São Paulo recua no passaporte de vacinação

Após reações de representantes de restaurantes e bares, secretário de Saúde destacou que obrigatoriedade deve valer apenas para eventos fechados, sendo opcional para outros estabelecimentos comerciais fechados
Andre Borges/Agência Brasília
PUBLICIDADE

Após a previsão, anunciada pelo prefeito Ricardo Nunes (MDB), de que São Paulo limitaria o acesso a vacinados para frequentar restaurantes, bares e shoppings, houve sinalização, no fim da tarde desta segunda-feira (23), de que a medida não seria tão enérgica. [1][2]

PUBLICIDADE

De acordo com o secretário de saúde, Edson Aparecido, a medida deve valer de forma compulsória apenas para eventos, sendo opcional para bares, restaurantes e shoppings centers, ao contrário da primeira comunicação do prefeito.

A exceção, contudo, se daria em casos de eventos ou peças de teatros dentro de shoppings centers.

PUBLICIDADE

Contexto

Desde que foi anunciada na manhã desta segunda-feira (23) pelo prefeito Ricardo Nunes, a medida suscitou polêmicas e reações de representantes de restaurantes e bares da capital paulista. [3]

Os grupos alertaram sobre o risco de aglomeração, como o estímulo a filas, além da falta de capacidade dos estabelecimentos exercerem o controle no procedimento.

Mais detalhes sobre as normas deverão ser dadas quando for oficializado o decreto da Prefeitura, previsto para o fim da semana. São Paulo deve anunciar um aplicativo.

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama