fbpx
PUBLICIDADE

Ex-ministro de Bolsonaro escreve indireta sobre centrão no governo

Abraham Weintraub comandou o Ministério da Educação e protestou que "saiu da sua casa para acabar com o Mecanismo", não para "se adaptar"
(Abraham Weintraub (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
PUBLICIDADE

Ex-ministro da Educação do presidente Jair Bolsonaro, Abraham Weintraub foi às redes sociais nesse domingo (25) protestar contra o que chamou de “mecanismo”, em um indireta, na avaliação de internautas, à maior participação do “centrão” no governo. [1]

PUBLICIDADE

“Eu vim para mudar, não para ser mudado! Eu saí de minha casa para acabar com o Mecanismo (sic). Não para me ‘adaptar’ à sacanagem. Tenho meus valores e não vou abrir mão deles. Eu sou conservador!’, reclamou.

Para os internautas, tratou-se de uma crítica ao fato de o governo Bolsonaro ter anunciado, na última semana, a ida do senador Ciro Nogueira (PP/PI) à Casa Civil, cuja posse deve ocorrer nesta semana.

PUBLICIDADE

Um dos expoentes do chamado “centrão”, Nogueira, hoje aliado ao governo, já havia chamado Bolsonaro de “fascista” em entrevista no passado e apoiado o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT).

Em outra publicação, Weintraub também protestou contra deixar Bolsonaro “totalmente nas garras do centrão” e bateu boca com apoiadores do presidente no Twitter. [2]

Compartilhe essa notícia:

Leu até aqui? Siga nas redes!

MARCAS APOIADORAS

O Boletim da Liberdade tem um propósito: reportar diariamente fatos sobre a liberdade no Brasil e no mundo…

mas nós precisamos da sua ajuda para continuar esse trabalho.

Se você consome e aprecia nosso conteúdo, considere fazer uma assinatura. Com a sua contribuição mensal, você ajuda a manter o site no ar (os custos são realmente altos) e ainda possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

Colunas mais recentes

Assine o Boletim da Liberdade e receba todas as segundas-feiras a coluna Panorama