fbpx
PUBLICIDADE


Ministro da Justiça anuncia que pedirá inquérito para investigar colunista

André Mendonça reagiu nas redes sociais contra colunista do jornal ‘Folha de S. Paulo’ que publicou texto refletindo sobre os benefícios da morte de Bolsonaro; em resposta, jornal criticou investigação

- Publicado no dia
André Mendonça (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ministro da Justiça, André Mendonça, afirmou no Twitter na noite da última terça-feira (7) que “será requisitada a abertura de inquérito à Polícia Federal”, com base na Lei de Segurança Nacional para investigar o artigo “Por que torço para que Bolsonaro morra?”, publicado no mesmo dia no jornal Folha de S. Paulo. [1]

Na rede social, o substituto de Sérgio Moro pontuou que “quem defende a democracia deve repudiar” o texto e defendeu que, dentre os “princípios básicos do Estado de Direito” é que “não há direitos fundamentais absolutos” e que “tais direitos são limitados pela lei”.


PUBLICIDADE



No texto, escrito pelo jornalista Hélio Schwartsman, foi sustentado que a morte de Bolsonaro pelo coronavírus poderia gerar resultados positivos para a sociedade. Mesmo reconhecendo que “a vida de Bolsonaro, como a de qualquer indivíduo, tem valor e sua perda seria lamentável”, o colunista da Folha refletiu que “a ausência de Bolsonaro” poderia significar salvar vidas. [2]

“Cada fala negacionista do presidente se faz seguir de quedas nas taxas de isolamento e de aumentos nos óbitos”, escreveu o jornalista, complementando ainda que a morte do político faria com que “outros governantes irresponsáveis” não imitassem seus discursos e atitudes.

Foto: Reprodução

A coluna foi duramente criticada por influenciadores conservadores e até mesmo por progressistas, que viram no texto uma forma ingênua de dar argumentos para os adversários.

Folha de S. Paulo, por sua vez, pontuou em nota que o colunista “emitiu uma opinião” e que “pode-se criticá-la, mas não investigá-la”. [2]

+ ÚLTIMAS VAGAS: Curso de Introdução de Liberalismo abre vagas para a primeira turma por tempo limitado

★ ★ ★

Se você acompanha e aprecia o trabalho jornalístico do Boletim da Liberdade, e valoriza a importância de existir um veículo profissional com viés liberal, pedimos que:

➡ Considere fazer uma assinatura solidária ao Boletim. Com uma contribuição mensal, você ajuda que o site continue no ar e possibilita o nosso crescimento. Além disso, recebe benefícios exclusivos. Temos vários projetos na mesa que só serão viabilizados com maior quantidade de assinantes. Saiba mais e assine agora mesmo.

➡ Siga nossas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), inscreva-se em nossa newsletter gratuita semanal e entre em nosso grupo do WhatsApp para recebimento de conteúdos. Curta nossas publicações, compartilhe-as para seus amigos e fale do site para conhecidos e familiares liberais. Toda ajuda faz diferença.

Curta nossa página no Facebook

Notícias no WhatsApp
O Boletim da Liberdade abriu mais um grupo no WhatsApp para recebimento de conteúdos especiais. Mas entre logo: é por tempo limitado. Participe apenas caso tenha interesse em notícias sobre política e economia com um viés liberal. Clique aqui para entrar.
Siga-nos no Twitter

Comentários


Receba nosso conteúdo por e-mail



PUBLICIDADE
error: Não é permitida a reprodução do conteúdo sem prévia autorização.